Virada Cultural 2016 levará grandes artistas para mais de 50 espaços na periferia

18/05/2016 | Publicado por admin | Cultura, Destaque, Notícias

Elba Ramalho, Emicida, Negra Li, Gaby Amarantos e Mano Brown farão shows gratuitos em locais como Parque do Carmo, Parelheiros, Itaim Paulista e Jardim Helena. Evento começa na sexta-feira (20) e vai até domingo (22)

Um dos destaques da Virada Cultural 2016 será a programação descentralizada do evento, que levará grandes artistas e espetáculos para mais de 50 espaços da periferia de São Paulo. Os shows serão realizados de Parelheiros, no extremo sul, até a Cidade Tiradentes, no extremo leste; de Perus, na zona norte, ao Butantã, na região oeste.

Nos cinco palcos montados em ruas, centros culturais, casas de cultura, teatros e bibliotecas, nomes como Emicida, Mano Brown, NX Zero, Elba Ramalho, Negra Li, Gaby Amarantos e Chico César dividirão espaços com artistas locais que são desconhecidos até em seus bairros. A medida contribui para a democratização da cultura e se soma a ações da Prefeitura como a abertura de salas públicas de cinema da Spcine ou o Circuito Municipal da Cultura, responsáveis por aproximar o paulistano mais pobre de todos os tipos de arte.

“As pessoas que estão nas pontas da cidade reclamavam bastante de que não era correto que elas necessariamente tivessem que se deslocar. Alguns querem vir, querem participar do que está acontecendo no centro, mas alguns querem que aconteça lá. E de duas maneiras: tanto recebendo artistas de fora, convidados, mas há uma demanda forte que sejam incorporados os artistas locais, que vivem naquela região, que tiveram a sua história ali”, afirmou a secretária municipal de Cultura, Maria do Rosário Ramalho.

A cantora paraense Gaby Amarantos se apresentará às 17h do domingo (22), no M’Boi Mirim, na zona sul. O show acontecerá na avenida Inácio Dias da Silva. A paraense fará outro show no centro, mas afirma que a periferia é especial. “Estar nesse show será importante porque vai me aproximar mais de outras periferias e sendo a voz da minha periferia, que é o Jurunas, onde eu moro, dialogando com outras periferias, curtindo o nosso trabalho”, disse.

Para Gaby, que iniciou sua carreira em Belém, atingiu todo o Brasil e está fazendo sucesso até no exterior, o show da Virada Cultural será especial e exclusivo. “Estou muito feliz de fazer parte deste projeto que descentraliza e leva atrações musicais para periferias, para pessoas que talvez nunca tiveram acesso ou têm pouco acesso a um artista que curte. Esse é um show especial, que vai falar dos sons das periferias de todo mundo para que essas periferias todas se conectem. É um show exclusivo, que vamos fazer só para a Virada Cultural”, afirmou a cantora.

O rapper Emicida vai se apresentar à 1h de domingo (22), no Centro Cultural Palhaço Carequinha, no Jardim América; e às 17h do mesmo dia, no Palco Parelheiros, na rua Terezinha do prado Oliveira. O rap ainda contará com dois shows do líder dos Racionais MCs, Mano Brown, à 1h de domingo, no Centro de Formação Cultural da Cidade Tiradentes, na zona leste; e às 17 horas, no Palco Jardim Helena, na praça Craveiro do Campo. Rashid também se apresenta no Centro Cultural Palhaço Carequinha, às 22h de sábado (21).

“Quando você descentraliza, além de melhorar a questão da aglomeração de pessoas num mesmo local, que muitas vezes se desdobra em vários problemas, também mostra que estamos olhando para o que acontece nas beiradas da cidade, historicamente esquecidas por todos, inclusive no âmbito cultural. É importante e necessário valorizar o espaço onde essas pessoas vivem, levando a cultura até elas e não só as obrigando a vir ao centro, como muitas já fazem diariamente”, disse o rapper Emicida.

A cantora Negra Li fará um show especial no Centro Educacional Unificado (CEU) Parque Veredas, no Itaim Paulista, às 20h de sábado (21). “Acredito ser essencial promover o acesso à cultura a todos e me sinto muito honrada de fazer parte desse projeto levando minha arte para um público que muitas vezes não tem condições de acompanhar os shows”, afirmou.

Além do show no Palco São João, no centro, às 11h de domingo (22), Elba Ramalho levará sua música para o Parque do Carmo, na zona leste, às 17h do mesmo dia. “A nossa música é universal e uma forma de expressão muito democrática, não deve ter nenhum tipo de barreira ou restrição geográfica. Vou me utilizar dos versos de Fernando Brant: todo artista tem que ir aonde o povo está. Meu aplauso para esta iniciativa de levar cultura e entretenimento para a periferia”, afirmou Elba Ramalho.

 

Veja a programação completa da Virada Cultural 2016

 

virada-cultural-sp2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *